Visitamos algumas escolas ocupadas na região norte de Belo Horizonte e gravamos uma entrevista com uma estudante da Escola Estadual JK, logo na segunda semana de ocupação.

Na conversa, falamos sobre a relação com alunos, com a comunidade, a solidariedade com outras escolas, o enfrentamento com a direção. Conversamos também sobre a tentativa de contato da polícia com os ocupantes. E também sobre a relação sempre interesseira de movimentos estudantis hierárquicos e perspectivas futuras para estudantes e jovens na região e no Brasil todo.

Confira, compartilhe e debata =)