• para mudar tudo
  • um chamado anarquista

O Projeto

para mudar tudo from para mudar tudo on Vimeo.

Mudanças climáticas, escassez de água, crises econômicas que ameaçam nossos empregos já instáveis e precários, bem como nosso acesso a alimento, saúde e moradia: a ordem dominante é insustentável em todas as suas formas. Até mesmo os seus maiores representantes, como a mídia, políticos e empresários, admitem que são necessárias mudanças radicais. Mas por que deveríamos pedir ou esperar que essas autoridade tomem a iniciativa?

O que seria, realmente, mudar tudo? Como escolheremos caminhos diferentes?

O projeto “Para Mudar Tudo” tem como objetivo a propaganda das pensamentos e valores libertários e radicais para pessoas que ainda não tiveram contato com essas ideias ou prátias mas que mesmo assim sentem que precisamos resistir à ordem política vigente. Ele conta com um texto introdutório ao pensamento anarquista e em linguagem acessível, levado ao público por diferentes formatos: 4 mil cópias de uma revista impressa com cerca de 50 páginas, uma versão em pdf para download, uma versão em vídeo do mesmo texto com cerca de 8 minutos para circulação na internet, posters e adesivos para serem difundidos nas ruas, espaços libertários, centros sociais, ou mesmo pregado nos quartos de jovens rebeldes. Tudo isso reunido em um site para download gratuito e livre difusão.

Todo o projeto – vídeo, texto, site – foi produzido e adaptado para cerca de 14 idiomas por coletivos locais de cada país para ser lançado ao mesmo tempo nos 5 continentes e propagar o caráter sem fronteiras e cooperativo do anarquismo. Cada versão foi devidamente também adaptada ou reescrita pelos coletivos locais para usada como plataforma de diálogo com indivíduos e iniciativas de cada região. Então, com exemplos, contextos, imagens e linguagens, tentamos falar da nossa realidade e propor formas de resistir às opressões existentes nela. Para conhecer as outras versões, acesse: www.tochangeeverything.com

Nosso site tem como proposta servir de introdução a pensamentos e ações libertárias e te colocar em contato com grupos e pessoas agindo – ou que aspiram agir – para resistir e transformar a realidade em que vivemos.

Aproveite o conteúdo e fique à vontade para entrar em contato!

-----

AGRADECIMENTOS

A todas as pessoas que colaboraram com traduzindo, escrevendo, editando, com vídeo, com áudio e tudo que foi necessário para a realização do projeto.

COLETIVOS ENVOLVIDOS DIRETAMENTE

Bruxaria Distro

Crimethinc

Cultive Resistência

No gods No masters

Submedia.tv

Tattoo Circus São Paulo

Ugra Press

Um chamado anarquista

img01

Para mudar tudo, comece por todos os lugares

Se você pudesse mudar qualquer coisa na sua realidade, o que escolheria? Sairia de férias pelo resto da vida? Faria com que os combustíveis fosséis parassem de causar distúrbios climáticos? Desejaria banqueiros e políticos éticos e honestos? Mas é claro que nada soa mais enganoso do que manter tudo como está e esperar algum resultado diferente disso. Nossas batalhas econômicas e emocionais mais particulares refletem em escala menor os levantes sociais e as catástrofes em níveis globais.

Poderíamos passar o resto da vida tentando apagar cada foco do incêndio que consome o mundo hoje, um por um, mas eles ainda continuariam a vir da mesma fonte. Nenhuma reforma parcial vai adiantar; precisamos repensar tudo de acordo com uma lógica diferente.

Talvez Você Também Seja Anarquista

Anarquia é o que acontece quando a ordem não é imposta pela força. É a liberdade: o processo de reinventar a nós e nossas relações continuamente. Qualquer processo que funciona organicamente – uma floresta tropical, um círculo de amizades, seu próprio corpo – é uma harmonia anárquica que persiste por meio de constante mudança. O controle de cima para baixo, por outro lado, só pode ser mantido pela contenção e pela coerção: a disciplina precária das salas de aula, as fazendas industriais onde pesticidas e herbicidas protegem fileiras estéreis de milho geneticamente modificados, a hegemonia frágil de uma superpotência.

Anarquismo é a ideia de que todas as pessoas têm o direito à completa autodeterminação. Nenhuma lei, nenhum governo ou processo de decisão é mais importante que as necessidades e os desejos de seres humanos reais. As pessoas devem ser livres para moldarem suas relações de acordo com suas satisfações mútuas e defenderem a si mesmas quando se sentirem aptas a isso.

img01
img01

Anarquismo não é um dogma ou um mapa. Não é um sistema que supostamente funcionaria bastando que fosse aplicado corretamente, como a democracia, nem é um objetivo para ser realizado em um futuro muito distante, como o comunismo. É uma forma de agir e nos relacionar que podemos pôr em prática imediatamente. Ele oferece questionamentos que podemos colocar em qualquer situação. Ao invés de questionar se a forma como se desenrola uma ação é legal, ou violenta, ou bondosa, podemos perguntar simplesmente: como ela distribui o poder?

Anarquistas se opõem a toda forma de hierarquia – toda prática que concentra poder na mão de poucas pessoas, todo mecanismo que nos põe distantes de nosso potencial. Contra os sistemas fechados, apreciamos o desconhecido frente a nós, o caos interior através do qual somos capazes de ser livres.

Downloads

client

"Download"

"[LIVRETO] Para Mudar Tudo - impressão colorida"

"Download"

"[LIVRETO] Para Mudar Tudo - impressão preta e branca"

client
client

"Download"

"[POSTER] Talvez você seja anarquista"

"Download"

"[POSTER] Nossos Inimigos"

client
client

"Download"

"[POSTER] Garrafa com Mensagem"

"Download"

"[POSTER] Alegria Revolta"

client
client

"Download"

"[POSTER] Um dia todas usaremos máscaras"

Mapa de Iniciativas Libertárias

client

Mapa de Iniciativas Libertárias

Acesse aqui

Talvez, depois de ter contato com todos os materiais que disponibilizamos aqui, você esteja se perguntando:

"Mas afinal, na prática, o que anarquistas fazem?"

Essa pergunta é, ao mesmo tempo, muito complexa e muito simples. Se pensarmos que o anarquismo, como uma forma de pensar, viver e se organizar sem a intervenção do Estado, patrões, polícia ou propriedade privada tem cerca de 200 anos, talvez falar de tudo o que foi feito desde então pareça algo difícil de se fazer aqui. Mais ainda se lembrarmos que desde que existem Estados - ou antes mesmo deles surgirem! - existem também pessoas que se organizam para se opor a eles e a outras formas de poder autoritário. No entanto, tudo isso pode se tornar simples se pensarmos que talvez você, em suas próprias ações e decisões, tenha vivido na prática o que anarquistas fazem.

TODA VEZ QUE VOCÊ AGIU POR CONTRA PRÓPRIA, INDIVIDUAL OU COLETIVAMENTE, SEM ESPERAR POR UMA ORDEM OU COMANDO – OU ATÉ DESOBEDECENDO A VÁRIAS ORDENS E COMANDOS – VOCÊ FOI ANARQUISTA.

Toda vez que nos juntamos com pessoas queridas para fazer um jantar; ou pedimos ajuda para consertar ou construir algo em casa; ou nos reunimos para discutir como ajudar outra pessoa de quem gostamos; quando debatemos e deixamos claro quais são nossas vontades e limites para então agimos em conjunto pela satisfação de todas as partes, o fazemos sem que para isso seja necessário depender de líderes ou chefes para centralizar as regras e decisões ou punir quem discorde delas.

É necessário um pouco de criatividade e um tanto de ambição para extrapolarmos de nossas relações mutuamente benéficas, entre duas ou mais pessoas, para um coletivo maior e, então, desse coletivo para vários coletivos no espaço, e assim para todo um território.

E para mostrar um pouco o que anarquistas estão fazendo aqui e agora é que existe esse Mapa de Iniciativas Libertárias. Nele, você conhecerá diferentes grupos atuando em cada estado do país em diferentes questões, com diferentes práticas e visões.

Agricultura ecológica, saúde natural, hortas comunitárias, grupos de apoio e de desconstrução de gênero, grupos de estudos ou que treinam auto-defesa, cooperativas de culinária vegana, hackerativismo e segurança na internet, gestão de espaços autônomos, editoras e distribuidoras de materiais radicais, cursos gratuitos e colaborativos. A diversidade das frentes e modos de ação é necessária para suprir tudo que nossa existência (e resistência!) precisa e deseja. E é dessa diversidade de iniciativas que se criam laços e redes, capazes de se nutrir e intercambiar conhecimentos, ferramentas e alimentos.

Existiram e sempre existirão tantos anarquismos quantos forem necessários. Em cada lugar ou frente a cada necessidade, pessoas assumem práticas e posturas diversas. E nossa força esta em construir pontes e a cooperação entre elas.

Para saber quais formas de atuação correspondem a suas necessidades, entre em contato com algum grupo perto de você. Busque referências, peça ajuda, ofereça ajuda, se envolva, encontre outras pessoas com as mesmas ideias e necessidades que você, busque realizar seus planos e desejos, peça ajuda e aprenda com a experiência passada de outras pessoas. Não pense apenas no que anarquistas fazem ou fizeram, mas principalmente no que você e quem está ao seu redor ainda podem fazer. Há muito mais caminhos não trilhados esperando pessoas corajosas o suficiente para encará-los.

A desobediência é necessária para a criatividade e o futuro não está escrito!

Para mudar tudo, comece de algum lugar.

Apoie!

Como Apoiar

Há alguns meses, chamados foram feitos e um coletivo de tradução e adaptação se formou para produzir a versão brasileira da campanha. A parceria que estamos propondo agora, expandido o convite, é de forma colaborativa para financiar o custeio da impressão do material e ajudar a divulgar. A ideia é enviar quantidades maiores a quem ajudou com alguma quantia para que possa também ter um material introdutório ao anarquismo em seu espaço, eventos ou enviar pelo correio. Desta forma, pedimos uma contribuição em dinheiro, de qualquer quantia, que pode ser enviado via paypal. Para fazer a doação via paypal clique aqui.

Como Distribuir

Se você não tem como apoiar finaceiramente, você pode apoiar de outras formas.

Uma delas é você ajudar a distribuir o material em sua cidade, em sua comunidade, escola, universidade e espaços autônomos.

Entre em contato com a gente atraveś do formulário abaixo ou pelo email paramudartudo@riseup.net caso tenha interesse em distribuir o livreto

Para entrar em contato preencha o formulário abaixo

Seu Nome (obrigatório)

Seu Email (obrigatório)

Assunto

Sua Mensagem